top of page

Você teve seus dados pessoais vazados e expostos? Siga as dicas para se proteger.

Quem acompanha o noticiário de tecnologia percebe uma tendência nos últimos anos. Vazamentos de dados estão cada vez mais constantes, com enormes quantidades de informações pessoais de sites, aplicativos e serviços divulgados após cibercrimes. 

Como resultado, detalhes pessoais como nome, e-mail, data de nascimento e número de telefone podem cair nas mãos erradas e serem usadas para atividades ilícitas. Ainda assim, com algumas ações simples e mudanças de comportamento, é possível evitar essas dores de cabeça. 

smart people are cooler


Como se proteger após o vazamento de dados.


1. Mude as senhas 

Em muitos casos de vazamentos de dados, informações de acesso a sites, fóruns, lojas digitais ou redes sociais estão entre as informações divulgadas. Por isso, após um desses incidentes, é altamente recomendável que você troque as senhas imediatamente. 

Isso deve ser feito não apenas nos ambientes em que houveram vazamentos, mas em outros espaços que eventualmente tenham a mesma senha do serviço comprometido — uma prática que não é recomendada, mas é comum. 

Uma senha forte ajuda também a evitar vazamentos de dados, já que pode dificultar o acesso ao seu perfil por pessoas sem autorização. 


2.  Ative a verificação em dois fatores 

Durante o passo anterior, aproveite a oportunidade para ativar mecanismos extras de proteção, como a verificação (ou autenticação) por dois fatores. Normalmente, isso é feito nas configurações de segurança de uma conta e impede que alguém acesse o seu perfil usando apenas a senha. 

Esse tipo de recurso está cada vez mais comum em perfis de diferentes serviços digitais e atua como uma camada adicional de confirmação da sua identidade. Ele pode ser um código enviado por notificação ou gerado em um aplicativo, por exemplo, ou ser uma chave de acesso como o reconhecimento facial


3.  Comunique contatos próximos 

Se você ficou sabendo que teve determinados dados pessoais vazados, avise pessoas próximas como parentes e amigos. Eles podem ser vítimas de alguém usando a sua identidade, como foto de perfil, nome completo e outras informações que eventualmente foram coletadas. 

Ao deixar outras pessoas em alerta sobre o caso, é possível reduzir as chances de um golpe bem sucedido via WhatsApp, por exemplo. Se você receber mensagens de um suposto contato que considera suspeitas, tente falar com a pessoa em questão por outro canal para confirmar se foi ela mesma a autora do recado. 



4.  Redobre a atenção com e-mails e mensagens 

Assim como seus conhecidos podem ser vítimas de um golpe, você acaba virando um possível alvo de cibercriminosos após vazamentos. Isso porque golpistas podem aproveitar esses dados para aumentar a complexidade de uma fraude, que parece mais verdadeira quando detalhes pessoais estão envolvidos. 

Fraudes com pessoas se passando por instituições financeiras, lojas ou outras organizações podem usar essas bases para aplicar golpes em massa. Só fale com representantes desse tipo de serviço por canais oficiais e desconfie de mensagens via WhatsApp ou e-mail de contatos aleatórios, por exemplo. 

Além dos cuidados acima, você também pode contar com uma proteção especializada nos seus dispositivos. Use sempre um bom Antivírus não apenas para segurança de dados, mas durante toda a sua navegação. 

A plataforma verifica seu PC em busca de possíveis brechas de segurança, protege dados pessoais ou financeiros e mantém suas senhas em segurança.



 

Fonte: TecMundo


Posts recentes

Ver tudo

Opmerkingen

Beoordeeld met 0 uit 5 sterren.
Nog geen beoordelingen

Voeg een beoordeling toe
bottom of page